Traduções para pronomes baseados em substantivos (nounself pronouns)?

Recebemos a seguinte pergunta:

Qual seria a tradução dos pronomes Fireself, starself e etc? Ou não tem nenhuma até o momento?

Bem. Eu gostaria de começar dizendo que não existe tradução exata para conjunto nenhum, além de she/her (a/ela/a) e de he/him (o/ele/o).

Isso porque o nosso contexto é bem diferente.

Por exemplo, they/them e it/its são conjuntos que são considerados padrão na língua inglesa. Lá, a briga não é “isso é contra a gramática porque são palavras inventadas”, e sim “isso é contra a gramática porque essas palavras estão sendo usadas errado”.

Por consequência, they/them como um conjunto neutro universal é algo muito mais constante e aceito do que e/elu/e como um conjunto neutro universal. 10 anos atrás, they/them singular provavelmente seria um conjunto traduzido como x/elx/x ou @/el@/@, porque e/elu/e ou conjuntos similares não eram tão populares.

O que eu quero dizer com isso é que podemos achar análogos que passem mais ou menos a mesma ideia do conjunto original; porém, o contexto cultural faz com que não possa existir nenhuma tradução 100% garantida.

Por serem apenas palavras inteiras a serem substituídas quando pessoas possuem pronomes diferentes na língua inglesa (na maioria), há uma liberdade maior em relação à escolha de um conjunto de pronomes.

Aqui, ao formar um conjunto de linguagem, precisamos de pronomes que comecem com vogais (para que funcionem em palavras como dele ou aquily), de finais de palavra que não sejam compridos ou inconvenientes demais (para que funcionem em palavras como lindae e professorel) e de artigos que não possam ser confundidos com outras palavras ou com parte do nome da pessoa.

E, além disso, neolinguagem é bem menos normalizada. A maioria das pessoas ainda acha aceitável classificar linguagem apenas como masculina/feminina/neutra ou como algo do tipo elu/delu, como se tudo isso fosse óbvio e fixo e bom para todo mundo. E tem pessoas não-binárias brasileiras que nem querem se meter com a falta de conhecimento da população geral sobre neolinguagem, preferindo assim usar o/ele/o e/ou a/ela/a na língua portuguesa mesmo que usem they/them ou outros conjuntos em espaços anglófonos.

Então, antes de considerar uma tradução, acho que o contexto deveria ser considerado. Se você vai traduzir uma obra fictícia, meio que tudo bem inventar qualquer coisa. Se você vai dizer para alguém “você usa isso em inglês então deveria usar isso em português”, é uma questão mais complicada: é bem mais fácil alguém usar um conjunto fora do padrão ao falar inglês do que português.

Se você tem interesse em conjuntos temáticos relacionados a fogo e estrela, posso sugerir alguns:

fo/ogo/o | fo/ogo/’ | f/og/o | fo/og/o | of/ogo/o | -/🔥/-

estre/el/a | e/estrel/a | -/estrel/a | -/estre/el  | a/estre/el | estre/ela/e | la/estre/- | -/⭐/-

Você também pode modificá-los, especialmente considerando que os finais de palavra o e a são muito associados a identidades binárias ou de qualidades associadas com gêneros binários.

Porém, como eu falei, não há como ter traduções exatas, porque os contextos culturais são diferentes demais para que qualquer conjunto de neopronomes possa ter uma tradução perfeita e universalmente aceita.

Espero ter ajudado.

~ Ás

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s