Limitações de conjuntos

Resposta para Vini, que perguntou:

Tem como diferenciar quem não quer usar final de palavra no sentido de querer que usem palavras “universais” (ex: a pessoa é válida), e quem não quer usar final de palavra no sentido de querer que cortem o final (ex: [nome da pessoa] é válid)?

No momento, não existe nenhum tipo de código universal que sirva para isso.

Eu já usei (e ainda aceito) ‘ como final de palavra (exemplos: administrador’, alun’, amig’), que ainda “ocupa” um caractere, mas que em geral as pessoas sabem que não é para pronunciar. Uma das formas de usar x como final de palavra é também sem nenhuma pronúncia na fala oral. Mas entendo que possam existir pessoas que preferem só palavras como administrador/alun/amig, sem mais nada.

O que eu posso sugerir, além de perguntar para cada pessoa que preenche – no final de palavra o que preferem, é algum tipo de símbolo novo.

Por exemplo, – pode significar que a pessoa quer que o elemento seja cortado e que continue assim mesmo, enquanto ~ pode significar que tal elemento seja evitado com algum tipo de referência a outras palavras. Como:

  • -/-/-: Um estudante daquela escola passou por aqui agora pouco. Deve estar atrasad.
  • ~/~/~: Uma pessoa que estuda naquela escola passou por aqui agora pouco. Essa pessoa deve estar atrasada.

Porém, pode ser meio complicado fazer com que as pessoas lembrem disso, já que nem lembram de coisas como [r] (para elemento rotativo) ou [q] (para qualquer).

Pensando bem, talvez algo como [NA], [n/a], [n] ou [s] possa ser mais explicativo do que ~? Depende do que outras pessoas acharem melhor.

~ Ás