Sobre conjuntos rotativos e elementos de conjunto incomuns

Lili enviou a seguinte pergunta:

Pergunta: Como tenho dificuldade em encontrar conjuntos que sejam perfeitos para mim e que avoquem uma sensação plena de comodidade, sempre estou experimentando e trocando meu set para não ter tempo de sentir-me nem deslocad nem perdid ─ principalmente por causa do acostumamento e da perda do encanto.

Por isso, acreditando que tal técnica possa aligeirar um pouco este sentimento de não pertencimento, gostaria de saber se existe um elemento que caracteriza o uso de linguagem rotativa entre conjuntos pré-estabelecidos.

(P.S.: Vocês poderiam agregar no final neopronomes mais “incomuns”? São difíceis de encontrar e são os únicos a me deixarem confortável.)

Previamente, obrigad!

Para quem não entender o que está sendo dito aqui, um guia que explica conjuntos e rotação de elementos de conjuntos pode ser encontrado neste tópico.

Eu já sugeri previamente (provavelmente em outro lugar) que pessoas que querem elementos de conjuntos rotativos entre conjuntos específicos podem usar algo como -/[r: éli, els, ael]/[r: ae, y], mas não sei o quanto outras pessoas entenderiam. Pode ser mais fácil listar uma porção de conjuntos (nem que seja em um link externo) e falar que é pra rotacionar entre eles, especialmente quando são mais do que duas ou três possibilidades.

Pro seu caso, e caso você esteja confortável com isso, eu sugeriria dizer que você usa qualquer conjunto fora certos conjuntos específicos mais comuns (por exemplo, todos fora a/ela/a, e/elu/e e o/ele/o), e que é pra usar quaisquer elementos que não sejam esses.

Oltiel também sugeriu colocar r: (ou outra indicação de rotacionamento, como rtt, rot ou rotacionar) no início dos conjuntos sendo listados, como em r: (am, x, le)/(ewl, iel, oel)/(an, q, el).

Sobre conjuntos incomuns, eu não sei o quanto adianta tentar sugerir um monte de possibilidades. Elas são ilimitadas. Alguns dos elementos de conjuntos que encontrei ou inventei estão disponíveis aqui e aqui, mas não sei o quanto adianta pensar em várias outras possibilidades apenas para que tenham chances de serem usadas.

O texto Como criar um pronome pode ajudar na criação de pronomes, e quanto ao resto eu sugiro evitar finais de palavra que começam com consoantes e artigos que sejam palavras já existentes (como lá ou de), ainda que eu não ache o fim do mundo se você quiser ignorar essas sugestões em alguns conjuntos.

Acho que qualquer pronome que não contém a letra L vai ser incomum (embora pronomes como aeli, iel, ol, ul, yl, alu e ilin também sejam). Então se, por exemplo, você gosta do som de i/y, você pode usar ini, iwy, yci, ify, inhy e tudo mais. Também é raríssimo achar gente usando artigos específicos além de a, e, ê, i, le, o e u, ou finais de palavra que contenham mais do que uma letra. Espero que isso ajude.

~ Ás